Atendimento:

+55 (11) 3818-4600

seg. a sex. das 9 às 19h

27/06/2017

EuroR$ 3,86

DólarR$ 3,44

Nacionais
Internacionais
Nacionais
Internacionais

Maranhão

Cenários naturais raros. Povo com raça, com graça, com fé.

Por que visitar?

O que fazer no Maranhão

Patrimônio histórico, cultural e arquitetônico reconhecido pelo mundo. Sabor e afeto. Descanso e diversão. Possui uma das maiores diversidade de ecossistemas de todo o Brasil.

A Ambiental Turismo preparou roteiros de viagens para o Maranhão com opções de hotéis e pousadas com ótimas condições nos pacotes de viagem. Fale com um de nossos consultores especialistas!

 

Culinária do Maranhão

A cozinha maranhense sofreu influência francesa, portuguesa, africana e indígena usa ingredientes como cheiro-verde, cominho em pó, pimenta-do-reino e frutas exóticas. Peixes e frutos do mar como camarão, sururu, caranguejo, siri, pescada, robalo, tainha, curimatá, mero, surubim e outros peixes de água doce e salgada é marcante dividem espaço à mesa com outros pratos como sarrabulho, dobradinha, mocotó, carne de sol, galinha ao molho pardo, todos acompanhados de farinha d’água. O Arroz de Cuxá é o símbolo da culinária do Maranhão, é feito com uma mistura de gergelim, farinha seca, camarão seco, pimenta de cheiro e o ingrediente especial – a vinagreira (hortaliça de origem africana muito comum no Maranhão).

Não deixe de experimentar os doces portugueses e receitas com as frutas nativas como bacuri, buriti, murici, jenipapo, tamarindo, caju, cupuaçu, juçara (ou açai). O açai é também muito apreciado pelos maranhenses, consumido também com farinha, camarão, peixe ou carne de sol.

 

Cultura do Maranhão

Influenciada pelas culturas africana, indígena e portuguesa, estão presentes nos festejos populares e eventos especiais que acontecem pelo estado. Destacam-se as quadrilhas, dança do coco, cacuriá, tambor de crioula, tambor de mina, a dança do Lelê ou Péla-Porco, a dança do Caroço, etc.

O bumba-meu-boi, no período das festas juninas, é a marca registrada das festas populares maranhenses. Há mais de uma centena de grupos de bumba-meu-boi, que reúnem as comunidades e os turistas, e varam as madrugadas durante suas apresentações.

A forte religiosidade dos maranhenses se expressa no extenso calendário de festas religiosas, sejam de origem católica ou das religiões de matriz africana, que possuem papel preponderante no rico patrimônio imaterial do estado, bastante vivo.