Atendimento:

+55 (11) 3818-4600

Whatsapp: (11) 96331-6022

seg. a sex. das 9 às 19h

01/12/2020

EuroR$ 6,64

DólarR$ 5,54

Nacionais
Internacionais
Nacionais
Internacionais

Ambiental Cultural

Indígena brasileira vence o Prêmio Robert F. Kennedy de direitos humanos

Indígena brasileira vence o Prêmio Robert F. Kennedy de direitos humanos
Alessandra Munduruku recebeu prêmio por sua luta em defesa dos territórios tradicionais e contra o garimpo ilegal

A líder índigena munduruku Alessandra Korap Munduruku, 36, é a ganhadora do Prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos (EUA), nesta edição 2020.

 

“Como liderança, Alessandra defende os direitos indígenas, principalmente na luta pela demarcação dos territórios indígenas e contra grandes projetos que afetam terras indígenas e territórios tradicionais na região do Tapajós [Pará e Mato Grosso]”, diz o comunicado do prêmio.

 

O prêmio leva o nome do irmão do presidente democrata John Kennedy, morto em 1963. Procurador-geral e senador por Nova York, Robert também foi assassinado, em 1968.

 

A cerimônia virtual de entrega do prêmio acontece em 22 de outubro e contará com a participação de John Kerry, ex-secretário de Estado dos EUA e candidato derrotado à Presidência do Partido Democrata.

 

O QUE ALESSANDRA VAI FAZER COM O PRÊMIO?

 

Korap diz que todo o valor de US$ 30 mil (R$ 166 mil) que recebeu do prêmio será investido para fortalecer a luta dos munduruku contra o aumento do desmatamento na região do Tapajós que é resultado do processo de expansão do mercado com a perspectiva da construção da ferrovia Ferrogrão, para escoamento de soja e milho, a instalação de hidrelétricas e da chegada da multinacional Anglo American para atividade de mineração.

 

Crédito da foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real

Fonte da notícia: Amazônia.org.br

 

 

 

Gostou dessa matéria? Leia mais