Atendimento:

+55 (11) 3818-4600

Whatsapp: (11) 3818-4600

seg. a sex. das 9 às 19h

22/10/2021

EuroR$ 6,85

DólarR$ 6,95

Nacionais
Internacionais
Nacionais
Internacionais

Ambiental Cultural

Você sabe por que as antas são chamadas de Jardineiras das Florestas?

Você sabe por que as antas são chamadas de Jardineiras das Florestas?
Encontradas em diversos biomas brasileiros, Antas são importantes dispersoras de sementes na natureza (Foto: Daniel de Granville)

Maior mamífero terrestre da América do Sul, a anta vive em diversos biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Amazônia e Pantanal.

 

JARDINEIRA DAS FLORESTAS

 

“Ela come oito, nove quilos de alimento por dia. Muito disso é fruto. Quando ela engole os frutos, engole a semente e aí ela defeca. Só que o bicho anda enormes distâncias. Então ela é uma super dispersora de sementes e a gente costuma chamá-la de a jardineira da floresta”, explica a engenheira florestal Patrícia Médice, do Instituto de Pesquisas Ecológicas. (@institutoipe)         

 

De acordo com a Iniciativa Nacional para a Conservação da Anta Brasileira (INCAB), uma floresta sem antas é uma floresta que corre grande perigo de extinção.

 

ANIMAL DE GRANDE INTELIGÊNCIA

 

Antas possuem um número gigantesco de neurônios (Foto: Daniel de Granville)

Antas possuem um número gigantesco de neurônios (Foto: Daniel de Granville)

 

Ao contrário do senso comum que costuma associar as antas à falta de inteligência, estudos mostraram que a anta tem uma concentração de neurônios gigantesca e que é um animal extremamente inteligente.

 

“Já foi feita uma comparação com elefante. Sabe aquela história do ditado, memória de elefante? Foi feito com elefante e o resultado foi o mesmo: enorme concentração de neurônios, ou seja, um bicho que é extremamente inteligente, tem uma super memória, lembra de tudo. A anta é a mesma coisa”, diz Patrícia.

 

PERIGOS DE EXTINÇÃO

 

A anta é um animal solitário que precisa de grandes áreas para viver. Por isso, a degradação do meio ambiente impacta muito sua preservação. Ela tem um ciclo reprodutivo muito longo, com uma gestação de 14 meses em que nasce um único filhote que pode sobreviver ou não. Eventos como caça, atropelamentos e predadores também são muito nocivos.

Desmatamenteo, caça, atropelamentos e agrotóxicos estão entre as ameaças para a espécie (Foto: Daniel de Granville)

Desmatamenteo, caça, atropelamentos e agrotóxicos estão entre as ameaças para a espécie (Foto: Daniel de Granville)

 

Estudos recentes mostraram os efeitos dos agrotóxicos utilizados na agropecuária no Cerrado na saúde das antas. Até mesmo anomalias físicas foram encontradas em animais estudados. Efeitos negativos dos agrotóxicos nos animais alertam também para a saúde humana.

--------

 

As imagens desta postagem foram feitas por Daniel de Granville (@danieldegranville), biólogo e fotógrafo de natureza, parceiro da Ambiental.

 

Siga @photoinnatur para conhecer o trabalho do Daniel!

 

Fontes deste texto: Ciclo Vivo Globo Rural 

 

------------

Desde 1987, a Ambiental realiza viagens sustentáveis pela Natureza, sem abrir mão de conforto segurança aos viajantes.

 

Para nós, o contato com a Natureza e com as comunidades locais são uma oportunidade de diversãoautocuidado e formação de consciência socioambiental.

 

Quer fazer uma viagem sob medida, aproveitando ao máximo seu tempo de viagem e as melhores opções de cada destino?

 

Conte com nossa experiência.

 

Fale com nossos consultores: 11 3818-4600 (Whatsapp e telefone)

 

 

Gostou dessa matéria? Leia mais